quinta-feira, 15 de novembro de 2007

Desabafo

Tenho andado pouco activo por aqui, eu sei. Não, não me resguardo na velha desculpa da falta de tempo. É mesmo a falta de vontade que nos assola ciclicamente e, também, a descoberta de que há pessoas, supostamente letradas, que por demasiado envolvidas nos temas, perdem a capacidade de ler o que os outros escrevem. E conseguem jurar a pés juntos que nas palavras escritas está aquilo que nunca esteve. Nem na letra, nem nas intenções.

Não será por isso que deixarei de prosseguir a rubrica "prognósticos antes do fim do jogo". A seu tempo. Mais espaçadas, acho, até ao dia em que me apetecer fazer todos os dias. Até porque haverá um limite temporal que não ultrapassarei. Isto é: muito antes de começar a contenda pré-eleitoral, calar-me-ei. Desta vez, não vou estar em cena como estive com o Marco2005. E fecho o ciclo.

Eu sei que, desafiado por amigos para muitas coisas, cheguei a admitir - no limite - que poderia integrar, em lugar discreto, uma lista para a próxima Assembleia Municipal. Isto, claro, se me prometessem que não teria de me submeter a disciplinas partidárias. Isto é: se me deixassem ser na Assembleia Municipal aquilo que sou na vida e nos blogues: um tipo que diz sempre o que pensa, mesmo quando sabe que não vai agradar. Achei que poderia ter piada e alguma utilidade, à solta, agitando, perguntando, sugerindo. Mas, honestamente, não me parece que seja um bom caminho.
.

3 comentários:

Anónimo disse...

Uma má noticia essa da sua pausa bem antes do periodo eleitoral, mas que fazer lá terá as suas razões, muito compreensiveis com certeza...

Quanto á possibilidade de ser candidato a um lugar na AM... Com essa independência toda que exige, não estou a ver (estou a ser um pouco irónico, reconheço!)... Nestas coisas dos partidos, como dizia o outro "com a disciplina de voto não se brinca"... Quais carneirinhos num rebanho, no fundo...

Joao Monteiro Lima disse...

E temos mais um cenário lançado.
Coutinho Ribeiro eventual candidato numa lista (do PSD?) à AM, quem será o cabeça de lista? O actual Presidente da AM? E quem serão os primeiros candidatos?
Nuno, penso que CR já deu provas que não se deixa amarrar pela "teia" partidária.

JM Coutinho Ribeiro disse...

Pois, NP, conhecendo-me como conheço, sei que iria desperdiçar muito tempo. Prefiro ficar na bancada.

Não, JML, o cenário não é esse, é precisamente o contrário. Quieto e sossegado.
Aliás, tenho dúvidas de que o PSD quisesse o meu contributo ainda que para porteiro da AM. E então se o António Coutinho se mantiver, então nem para limpar as casas de banho me aceitariam. E não levo nada a mal por isso, porque acho que é uma questão que não tem nada de pessoal - é apenas divergência quanto à forma de estar na política. E como eu não tenciono mudar...

Pois é: sobre amarranços às teias partidárias, já não tenho que provar nada.

abraço para os dois